Arquivo da tag: Tim Burton

Burton no país da Disney




Comprei dois ingressos com uma antecedência considerável para assistir Alice no país das maravilhas, legendado e em 3D. E chamei a pessoa mais sensata que conheço para me acompanhar.

Minha paixão pela história do Lewis não é recente. Gosto da Alice desde criança e até roubei os livros do Carroll na biblioteca da escola onde estudava quando tinha 8 anos de idade (sim, sou delinquente desde criança). O que eu sempre esperei foi ver uma super produção de Alice. Aconteceu agora, que já estou velha e rabugenta, mas fiquei empolgada. Um grande diretor, que inclusive sempre admirei, fez a versão dele.

O filme começou. Agradeci a Deus por não ter me embriagado antes do filme e foi só a Alice cair no buraco para eu ter a impressão de estar assistindo uma versão do Harry Potter fêmea. A impressão passou. Mas as decepções só aumentariam. Assisti o filme inteiro incomodada e aflita de ter que presenciar a tentativa desesperada, e frustrada, do Tim de apresentar diálogos ousados e engraçadinhos.

Me parece que o Burton quis fazer diferente, mas ficou com medo de ousar demais. Talvez tenha sido por isso que ele procurou a Disney, para dar equilíbrio à história e deixar tudo bem mais careta. Lições de moral batidas, piadinhas desconfortantes, um desperdício de talento. Nem Johnny Depp e suas múltiplas expressões faciais conseguiram salvar o filme. As imagens são lindas, uma viagem, impecáveis. Mas infelizmente o filme é só isso.

Fiquei decepcionada. Primeiro porque o filme conseguiu acabar de vez com a complexidade da obra do Lewis, e depois porque ouvi alguns dizendo por aí que a história em si que é cliché, por isso a impossibilidade de fazer um filme mais interessante.

Ignorâncias a parte, uma pena o Burton ter se lançado em um projeto tão foda e ter perdido a oportunidade de criar uma parada maravilhosa. O filme ficou extremante comercial e sem nenhum atrativo, além do 3D.

De repente o filme foi pensado para as crianças de oito anos.

Enfim, o filme é fraco.
Tão fraco quanto o texto que acabo de escrever.

Boicote à Alice na Europa


Não sei se vocês ouviram falar, mas alguns países europeus querem boicotar Alice in Wonderland . Tudo porque a Disney quer reduzir o tempo de lançamento do DVD em um mês. A desculpa oferecida é que assim a empresa diminuirá a pirataria, aumentará a receita de entretenimento doméstico e minimizará os custos de marketing.
Os empresários ficaram possessos. Acham que o número de pessoas que se deslocarão até o cinema vai cair. Odeon e Vue já tiraram todos os trailers e materiais promocionais de Alice dos cinemas e pararam de vender bilhetes por antecedência. A Cineworld, que corresponde a 24% das bilheterias do Reino Unido, anunciou que vai exibir o filme mesmo assim. (o que acabou quebrando o movimento de boicote. Mas como ela é uma empresa pública, diferente de todas as outras que pretendem boicotar, preferiu não correr o risco de perder dinheiro com tudo isso)

Cinemas da Bélgica, Holanda e Itália já declararam a intenção de boicotar o filme.

Alice – Trilha Sonora




Quando soube que o Tim Burton estava falando por aí que queria fazer a versão dele de Alice pensei: caralho, o cara perfeito!
Desde pequena que esperava que alguém se manifestasse e fizesse um filme baseado na obra de Lewis Carrol.

Pois bem, o tempo passou e ele fez mesmo. Mas, como nem tudo é perfeito, escolheram quem para cantar a música-tema?
A queridíssima, fofíssima, da voz irritante docaralho AVRIL LAVIGNE.

Desconfio que o Tim ficou com medo de fazer uma obra tão perfeita que ele terminaria por se achar demais e ia virar uma pessoa horrorosa. Ficou com medo do destino cruel e ai deixou a bagunça correr solta. Chamou a filha pré-adolescente do cinegrafista e ela escolheu a artista que faria a música principal.
Ou então, o mais provável, confesso, a escolha foi feita apenas para atrair a massa e o filme faturar mais. (obvious!)

Pete Wentz, do Fall Out Boy, e Mark Hoppus, do Blink 182, também foram encarregados de fazer a trilha sonora e fizeram a “All Time Low”. Diz o Pete que ela não está parecida com as músicas das bandas em que fazem parte.
Tentarei baixá-la e daqui a pouco posto.