Arquivo da categoria: Music

Há luz!



É só ligar a TV em qualquer canal relacionado à música para ter certeza que o rock n' roll morreu, das cinzas inventaram coisas como Nx Zero, Fresno, etc. e agora resta se contentar com o que foi produzido há décadas. Ou então ver bandas ótimas transformarem suas músicas, a cada disco, em coisas mais comerciais. Aqui no Brasil a parada é ainda mais sinistra.

São várias as bandas escondidas pelo país que mandam super bem e a grande mídia simplesmente caga não se importa com elas. Eu mesma tentei fazer uma matéria para mostrar o trabalho de uma banda foda e praticamente desconhecida em um veículo jornalístico, mas não consegui justamente porque a matéria não venderia. Se quisesse falar da banda do filho do Fábio Júnior colori nem precisaria pedir autorização. Poderia publicar direto.
Resta divulgar em um blog para os meus cinco leitores.

Enfim, a banda que eu queria apresentar agora nem é a que eu achei super foda. É outra que escutei há meia hora e que vem lá de Campo Grande, Mato Grosso do Sul.

O nome é FACAS VOADORAS. Eles acabaram de lançar o novo single
Cut your Heels Off. É a primeira música de trabalho do disco You’re No Longer Dressed in Black, que deve sair no final do mês que vem. New York Dolls, Velvet Underground e Chuck Berry são algumas das influências dos caras.

Não farei vocês perderem tempo lendo o que eu escrevi sobre uma banda que acabei de conhecer. Então vou dar um Ctrl+C na descrição que os próprios deram, ou outra pessoa não sei, na página da banda.

Uma guitarra supersônica, uma bateria rasgante e um power-baixo distônico são a empunhadura deste trio. Músicas velhas recapeadas em sujeira nova e músicas novas embebidas em sujeira velha. Os mestres japoneses há tempos já maldiziam suas shurikens se as encontravam em lâminas limpas. E que dirão as mulheres arremessadoras de facas?! Seus fiapos de cinta-liga e dentes tremeluzentes podem não passar de um lusco-fusco perto de lascas afiadas. Ainda assim, há quem diga que tudo isso não passa de uma falácia de dois gumes. E, pior: o que tudo isso tem a ver com a música?! Só resta, mesmo, é ouvir e cuidar para não se cortar…

Para ouvir a música clique no nome da banda ou na imagem, aqui em cima. Você vai parar no myspace deles.
Outra música (aleatória):

Libertines voltou!!


Pic: PA Photos

Só eu não sabia?

A banda do drogadito mais famoso e querido da Inglaterra voltou e eles já fizeram até uma pequena apresentação juntos, a primeira depois do anúncio do retorno. O Aperitivo foi oferecido em um encontro com a imprensa de lá, no dia 31 do mês de março.

Pete disse a NME que ainda nem consegue acreditar no retorno da banda. Que tem sido como um sonho para ele.

Friday… ***


Os esquisitinhos graciosos.

Produção de vinis, no Brasil!


Não sei quando foi, mas uma vez li em uma revista que os vinis estavam de volta e que agora eram produzidos de um jeito diferente. Agora o material é bem melhor e o preço aumentou horrores. Lance de US$80, dependendo do artista.

Porém, não tinha escutado quase nada sobre produção de novos vinis por aqui. Muito menos com a qualidade lá de fora. Até que Polysom apareceu com a promessa de produção, da boa, para este mês.

A empresa foi fundada há 11 anos em Belford Roxo. E é a última na América Latina a se dedicar à produção de discos. Segundo a empresa, “no final de novembro, os primeiros testes foram realizados e os resultados de um disco fabricado na Polysom foram tão bons quanto um mesmo produto prensado na fábrica americana Bill Smith Inc., considerada uma das melhores de toda a América do Norte”.

A Polysom estava desativada desde o início de 2007 e foi comprada no início de 2009 pela Deckdisc, que decidiu aproveitar o maquinário da antiga fábrica e reativá-la (já que a indústria de vinil está com tudo na Europa).

Não sei se dará certo ($$$) para eles.
Se depender de pessoas loucas até pelo barulhinho que a agulha faz no vinil, como eu, dará!